Regras de etiqueta - Virtual!

07:15

Gurias, achei essas dicas MUITO válidas para os dias de hoje, nessa época de tantas redes sociais onde postamos cada passo dos nossos dias. Por mais que isso seja super divertido, vocês já pararam pra pensar que com um clique é possível saber tudo sobre a vida de alguém? (Momento #apavorada!). Por essas e outras que as mídias sociais não deixam de ser um 'currículo' sobre as nossas vidas, portanto devem ser muito bem manejadas. Por falar em currículo, não pensem que as empresas para as quais vocês mandam os seus, não 'futricam' nas suas redes sociais para conhecer melhor suas personalidades. É isso aí, gente, cuidem muito bem o que vocês postam e usem as mídias sociais para o bem de vocês.

Trouxe para dividir com vocês algumas regras de etiqueta virtuais escritas pela Lauren Conrad que eu mega amei e decidi me adaptar. É preciso ter um norte, uma noção do que podemos/não podemos publicar de alguém que está acostumada com esse mundo virtual:



A Regra de Ouro: nunca poste no seu Facebook/Twitter/Instagram o que você não gostaria que fosse publicado na capa do The New York Times (traduzindo para nós: na capa da Zero Hora). Seja algo pessoal ou relacionado ao trabalho, pense no impacto de ter essa sua última publicação divulgada para toda a sua cidade ou país. Se você se aterrorizou com a ideia, então não poste. Não significa que tudo que a gente poste a gente publicaria na Zero Hora, mas é um parâmetro para decidir o que postar e o que não postar. É como dizem 'uma vez na internet, para sempre na internet'... Tá aí o perigo...

Represente: uma vez que você está empregada em uma empresa, você se torna uma representante da marca desta empresa. Pense duas vezes antes de postar algo que não seja construtivo ou que possa prejudicar a imagem do seu local de trabalho, pois isso pode te prejudicar profissionalmente e também afetar negativamente a imagem da empresa que paga o seu salário. Mostre maturidade nos seus perfis e evite reclamações.

Sem negativismo: mesmo que nós estejamos frustradas com alguma situação que ocorreu no trabalho, seja com um colega ou com um cliente, ou na própria vida pessoal, com um amigo/namorado, não devemos expor isso ao mundo. Procure uma amiga para desabafar, não toda a sua linha do tempo do Face. Quantas histórias de pessoas talentosas que acabam se prejudicando com esses tipos de comentários em redes sociais, né? Além disso, pode contaminar o ambiente de trabalho ou o seu relacionamento com alguém.

Não passe o dia inteiro postando: isso com certeza passa a impressão de que você não produziu durante o dia, que não trabalhou como deveria e que, provavelmente, não cumpriu seus compromissos. Prefira postar nas horas fora do expediente, seja meio dia ou depois do trabalho.

Confidencial: o que acontece no trabalho, fica no trabalho. As empresas valorizam os colaboradores que sabem guardar informações confidenciais em sigilo. Se o local em que você trabalha está fazendo novas parcerias, ou qualquer coisa do gênero, não publique nada antes que seja divulgado.

Privatize-se: se depois disso tudo você decidiu que prefere que a sua vida pessoal seja realmente pessoal e compartilhada apenas com seus amigos - ou que você não quer censurar tantas coisas acima mencionadas -, a sugestão é deixar as contas das suas redes sociais no modo privado. Dessa maneira, se alguém quer dar uma 'futricada' no seu perfil, tem que pedir permissão. No Face, vale dar mais uma configurada nas fotos em que você é marcada, para não aparecer publicamente. Assim, só vê suas fotos/histórias/momentos quem você permitir que veja. (:



O que vocês acham? Incluiriam algum conselho? Tem alguma história de como as redes sociais podem ter te prejudicado ou te ajudado em algum momento da vida? Conta, quero saber! Beijinhos, Nicolle.

You Might Also Like

0 comentários

Comente aqui!