Faculdade de Moda: Como é? Devo fazer? Tire suas dúvidas!

18:48


Oiii meninas!! Como vão? Como vocês sabem, sou formada em Design de Moda e essa foi a razão pela qual eu iniciei o blog: para me engajar e, de certa forma, fazer parte desse mundo. Muitas meninas já vieram me perguntar sobre o curso, me contar suas dúvidas sobre se devem 'se aventurar' no mundo na moda e se existe mercado nesse ramo. Hoje pretendo tirar todas as dúvidas de vocês e esclarecer bastante sobre o assunto.

1. Como é a faculdade?!
Bom, sou suspeita. A faculdade é muito legal! Hoje em dia sinto muita falta das aulas e de toda a função do curso. Mas detalhe: antes de se inscrever em qualquer vestibular, verifique o foco da instituição que você está escolhendo porque existem, sim, focos diferentes para esse mesmo curso. Exemplo: há instituições focadas no marketing, outras na criação e outras na questão de stilyling e figurino. Eu não sabia disso quando comecei, mas graças a Deus 'caí' no lugar certo, pois onde me formei (UniRitter) o curso - Design de Moda - é bem voltado para a criação. Tive algumas colegas um pouco frustradas nessa questão pois queriam entender mais sobre o mercado e não focar tanto no estilismo. Portanto, sugiro a vocês, que desejam cursar Moda, fazerem uma pesquisa sobre a instituição desejada. Aqui não posso falar nada além da minha experiência, então a faculdade aborda matérias muuuito interessantes e fundamentais em cadeiras como História da Arte, História da Moda, Antropologia, Sistemas, Design de Superfície, Desenho, Psicologia da Percepção, Fotografia, Modelagem, Computação, Sistemas, Desenho Técnico, Gerência e etc. A principal é a de Projeto, que tem todos os semestres - cada um com um foco diferente - e é onde nós criamos mini coleções. Essa cadeira envolve modelagem, corte, costura, criação, desenho, pesquisa de tendências, fotografia, criação de editoriais e etc. É bem prática e a principal, pois nos ajuda a construir um portfólio bem rico.


2. É preciso saber desenhar/costurar?
Não! Claro, é bom ter uma noção, mas geralmente quem quer fazer Moda tem uma base ou de desenho ou de costura. Mas em todo o caso, existem cadeiras na faculdade para 'nortear' quem não sabe, além de vários cursos no mercado (que eu recomendo muito!). Eu mesma fiz vários cursos fora da faculdade para aprimorar meus conhecimentos. Por exemplo, não entendia nada de costura. Na primeira cadeira que tivemos de experimentos, onde nos ensinaram a usar a máquina, foi a primeira vez que eu, de fato, usei uma máquina de costura. As minhas colegas já tinham experiência com isso, então tive que correr atrás do prejuízo e fazer um curso de corte e costura fora da faculdade. E foi muito bom ter feito!! Me ajudou demais e consegui acompanhar a turma. Tem que ir atrás, gurias. Não é fácil costurar. E sobre os desenhos, os professores vão ensinar vários truques para fazer croquis. Na imagem abaixo, tem vários croquis que eu fiz ao longo da faculdade. E a tendência é sempre ir melhorando!



3. Precisa estudar muito?
Sim!! Quem pensa em fazer Moda porque curte fazer compras e ler a Vogue está no caminho errado. Tem que estudar, sim, e muito! Ler livros de história, estar sempre informada sobre as tendências (afinal, hoje em dia, as tendências podem mudar em 3 meses!), estudar muito sobre modelagem e também sobre o mercado da Moda. Mas como eu digo, o aluno que faz a faculdade. Tive que colegas que não pegaram livros durante os 4 anos e também não fizeram nenhum curso externo ao longo da graduação. Eu sempre fui #alouca dos cursos e fazia tudo o que via ela frente. E me ajudaram muito! Não me arrependo. Me arrependo de não ter feito ainda mais!! Conhecimento sempre é bom. Tinha dias que eu passava da tarde inteeeeeeira no atelier da Ritter para aprender o máximo que eu pudesse.



4. Fazer moda significa ser estilista?
Não necessariamente. Existem muitos outros ramos na moda, como jornalismo, marketing, figurino, modelagem, stylist, e etc.

5. Tem mercado no Brasil?
Essa é uma questão um pouco delicada porque não quero ser injusta. Aqui no Sul acho um pouco complicado, até para conseguir estágio e etc, mas a nível Brasil vejo que tem sim mercado na Moda. Por sinal, andei lendo umas reportagens bem motivadoras que relatam o quanto o mercado da Moda tem crescido no Brasil. Como em qualquer outra profissão, é necessário criar o seu espaço e se destacar. É preciso talento, persistência e paixão pelo negócio.

Atualmente, não estou atuando na área. O blog é o meio pelo qual eu me mantenho ligada ao curso que escolhi. E tem dado certo, né? Graças a Deus!

Bom, ladies! Espero ter ajudado e esclarecido algumas questões para vocês. Caso alguém tenha mais alguma dúvida, é só me mandar por e-mail ou deixar aqui nos comentários.

O que vocês estão achando dos posts assim, com mais conteúdo?

Beijinhos!!

You Might Also Like

0 comentários

Comente aqui!